Brasil defende transferência de tecnologia e produção local de vacina

O Brasil participou de encontro sobre vacinas coordenado pela China e defendeu transferência de tecnologia e produção local de imunizantes como formas de levar doses para as populações dos países menos desenvolvidos.

O encontro, por videoconferência, ocorreu nesta quinta-feira (5) por meio do Fórum Internacional de Cooperação para Vacinas contra Covid-19, convocado pela China e que reúne 30 entidades, entre países e representantes de organismos internacionais. Esta foi a primeira reunião no novo espaço de diálogo criado para promover a distribuição justa de imunizantes contra o novo coronavírus.

No discurso, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos França, reconheceu que a China tem sido uma grande parceira do Brasil na luta contra a covid-19 e lamentou que o acesso às vacinas ainda não seja uma realidade para países menos desenvolvidos.

O chefe do Itamaraty argumentou que a escassez global de vacinas é resultado das limitações na capacidade de fabricação e dos gargalos na cadeia global de abastecimento. Por isso, defendeu incentivar a produção e distribuição local dos imunizantes. O ministro Carlos França destacou ainda que o Brasil pretende, o quanto antes, apoiar outros países, seja por meio de doação ou exportação de vacinas, priorizando as nações da América do Sul.

Internacional Ministro das Relações Exteriores fez afirmação em fórum Brasília Ministro defende transferência de tecnologias para produção de vacinas 05/08/2021 – 13:12 Ana Lucia Caldas/ Renata Batista Lucas Pordeus León – Rádio Nacional covid-19 brasil China vacina contra Covid quinta-feira, 5 Agosto, 2021 – 13:12 1:29

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *