Alimentação após covid-19 é fundamental para recuperar o organismo

A alimentação após covid-19 é uma das maneiras mais práticas e eficientes para acelerar a recuperação do organismo. Apostar em alimentos saudáveis e naturais, com alto valor biológico pode ser uma boa maneira de combater possíveis sequelas da doença. Sintomas como cansaço, dor de cabeça e memória enfraquecida podem ser atenuados de forma simples.Alimentação balanceada fortalece o corpo© Shutterstock Alimentação balanceada fortalece o corpo

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, em parceria com 27 secretarias estaduais de saúde, o Brasil já ultrapassou a triste marca de 20 milhões de infectados pela covid-19. Seja em casos mais leves, que não precisam de hospitalização, ou em manifestações mais graves da doença, algumas sequelas ao sistema respiratório e imune podem aparecer.

Para amenizar esses efeitos, existem três medidas simples que as pessoas podem tomar. Praticar atividade física regularmente vai ajudar no recondicionamento muscular e aeróbico. Noites de sono de qualidade auxiliam na recuperação do organismo. E, por fim, uma alimentação balanceada pode ser o combustível ideal para combater as sequelas da covid-19.

De acordo com o cardiologista e nutrólogo Dr. Daniel Magnoni, chefe de nutrologia do Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo, um dos nutrientes fundamentais é a vitamina D. “Ela participa de diversos mecanismos metabólicos relacionados à melhora da imunidade e processos de defesa contra infecções, além da formação dos glóbulos brancos, primeira linha de defesa da imunidade”, explica o médico.

Segundo a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), a maior fonte de vitamina D que existe vem da luz do sol. A recomendação é de, em média, 15 minutos de exposição solar por dia. Na alimentação, os principais complementos do nutriente são peixes ricos em ômega 3, como o salmão, atum e sardinha. O fígado de boi, gema de ovo e derivados de leite também apresentam bons níveis de vitamina D.

Mas, para o Dr. Magnoni, também é necessário evitar o excesso de alimentos não saudáveis. “Para uma boa recuperação pós-covid é importante focar em alimentos que contenham nutrientes atuantes no nosso metabolismo, sem excesso de açúcar ou gorduras, principalmente a saturada de origem animal”, conta.

Outros alimentos que não podem faltar na mesa de quem quer se recuperar das sequelas da covid-19 são as carnes magras. Como são ótimas fontes de proteína, eles auxiliam no ganho e manutenção de massa muscular, fortalecendo o organismo com um todo. “A indicação de suplementos especiais para promover a formação de massa magra (músculos), também é um ponto a ser considerado”, ressalta Dr. Magnoni.

Para o especialista, todos os acontecimentos relacionados ao coronavírus podem deixar um legado de aprendizado e consciência nutricional na população. “Aumentar a oferta de proteínas, minerais como zinco e da vitamina D, em pacientes graves, atuar precocemente e estimular uma visão multidisciplinar será o grande legado da pandemia para a área nutricional”, conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *