Após vitória, web consagra Michel Teló o ‘Messi’ do reality The Voice Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O cantor Michel Teló, 40, já acumula muitas vitórias do reality musical The Voice Brasil (Globo). Nesta quinta-feira (23), o técnico viu, pela sexta vez, seu time vencer a versão adulta da competição, com o cantor Giuliano Eriston sendo escolhido pelo público.

Nas redes sociais, fãs e internautas comemoraram a vitória do Time Teló e também comentaram sobre a quantidade de vezes que o músico já venceu. “Michel Teló ganhou o The Voice de novo, simplesmente o Messi do mundo musical”, brincou um. “Que mané Messi, aqui é Teló”, disse ainda outro internauta. “Teló foi Hexa antes do Brasil”, brincou um terceiro.

Teló estreou como campeão no reality em 2015, preparando a voz de Renato Vianna. Nos anos seguintes, ele se manteve invicto até 2020, quando Iza ganhou a edição. Em 2016, ele venceu com Mylena Jardim, seguido de Samantha Ayara (2017), Léo Pain (2018) e Tony Gordon (2019). Além disso, em 2021 ele também venceu a edição do The Voice Kids, com Gustavo Bardim.

Até quem não viu a 10ª temporada do reality comemorou a vitória do cantor. “Michel Teló ganhou o The Voice de novo foi? O cara é fera mesmo! Não assisti essa temporada, mas ele deve ter merecido”, escreveu uma internauta. “Eu nem assisti, mas não posso deixar de comentar: Michel Teló ganha tudo, ganha sempre!”, disse outra.

Nesta temporada, Michel Teló participou como quinto técnico, que formou um time com os concorrentes eliminados. “E o The Voice que tirou o Teló como jurado principal porque ele ganhava todas as edições e ontem ele conseguiu atingir o hexacampeonato”, brincou uma.

Thais Fersoza, esposa do sertanejo, também comemorou a vitória do marido. “Beijo no heptacampeão! Manhã de Natal de comemorações por aqui! Sim… ele já ganhou o Voice adulto seis vezes, o Kids na estreia já foi campeão e esse ano… ele ganhou o Voice duas vezes! Duas vitórias no mesmo ano!”, escreveu.

A final da 10ª temporada do The Voice Brasil foi ao ar nesta quinta-feira (23). O programa foi marcado por uma singela homenagem a Tiago Leifert, algo que só os muito queridos da casa recebem em momentos de despedida.

Leifert gostaria de ter estado presente à final para se despedir de sua trajetória de 15 anos de Globo, encerrada por vontade própria, mas ainda não consumada pela emissora. Uma questão pessoal, no entanto, o impediu de dar seguimento ao programa após a primeira fase, e mesmo de voltar para a final. A temporada foi comandada, após a sua saída, por André Marques.
Assim, no tributo exibido no The Voice, Marques exibiu uma série de imagens de “Titi”, como o apelidou Carlinhos Brown, com cenas não só do The Voice, mas também do Globo Esporte e do Big Brother.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *