Com desfalques, Palmeiras desafia matemática contra o América-MG pelo Brasileirão

A matemática está do lado do líder Atlético-MG, mas o Palmeiras continua, pelo menos no discurso, com disposição para brigar pelo título do Brasileirão. Após empatar com o Juventude, em casa, na última rodada, o time do técnico Abel Ferreira tem obrigação de conquistar três pontos como visitante, nesta quarta-feira, contra o América-MG. O jogo no Independência, com torcida, começa às 21h30.

Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Palmeiras, que está dez pontos atrás do Atlético-MG na tabela, tem apenas 3% de chance de conquistar o Brasileirão. O time mineiro aparece com 86%. Já o Flamengo, atualmente em terceiro, tem 10%.

“Nada é impossível, o campeonato ainda não acabou, tem muitos jogos pela frente, o Atlético-MG pode, sim, tropeçar pelo caminho e podemos ter uma série de vitórias para crescer na competição”, disse Gabriel Menino, em entrevista à TV Palmeiras.

O discurso de continuar brigando no Brasileirão, segundo Gabriel Menino, também vai ajudar o Palmeiras na preparação para enfrentar o Flamengo na decisão da Copa Libertadores. A final acontece apenas no dia 27 de novembro, no Centenário de Montevidéu, no Uruguai. “Vamos lutar, é uma preparação para que possamos estar mais do que preparados para ser bicampeão da Libertadores.”

Abel Ferreira adota discurso similar. “São esses jogos que vão nos preparar para enfrentar o Flamengo. São esses jogos, contra São Paulo, Atlético e América, que vão provar se somos consistentes.”

O Palmeiras, no entanto, terá de superar desfalques importantes para derrotar o América-MG, que continua sua briga para escapar do rebaixamento. Abel Ferreira não terá o goleiro Weverton, o zagueiro Gómez e o lateral-esquerdo Piquerez, que vão atuar por Brasil, Paraguai e Uruguai, respectivamente, nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Victor Luis, Mayke e Marcos Rocha também estão fora de combate. O português terá de mexer outra vez no time.

TORCIDA DE VOLTA – O América-MG aposta na volta do torcedor para tentar superar o Palmeiras. Invicto há seis jogos e vindo de vitória sobre o Cuiabá, por 2 a 0, fora de casa, o time terá nos gritos das arquibancadas o combustível para seguir sua evolução na luta contra a queda. Foram disponibilizados 3.086 ingressos para os setores Especial Pitangui (setor especial portão 3) e o Portão 6.

O time mineiro tem mostrado evolução desde a chegada de Vagner Mancini. Até aqui, sob seu trabalho, são 18 jogos, seis vitórias, oito empates e quatro derrotas, 26 pontos conquistados em 54 possíveis. Isso dá um aproveitamento de 48%.

“O objetivo é a permanência na Série A. Tudo aquilo que for alcançado fora disso vai ser lucro para a gente. Eu nunca falei outra coisa e não vou falar. A nossa permanência na série A é o nosso objetivo número um”, reafirmou o treinador, que não deve fazer nenhuma alteração no time titular.

Nem tudo, porém, são flores. O técnico terá o desfalque do atacante Orlando Berrío, ex-Flamengo. Com um edema no joelho, o colombiano ainda não conseguiu engatar uma sequência positiva. Desde que foi regularizado, no dia 2 de agosto, jogou apenas 27 minutos. Além disso, Eduardo, que não atuou contra o Cuiabá, segue como desfalque

Amazônia Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *