Com os bons resultados em Tóquio, Rio revitaliza pistas de skate

As medalhas de prata de Kelvin Hoefler, Rayssa Leal e Pedro Barros – logo na estreia do skate como esporte olímpico, em Tóquio, acendeu em muitos brasileiros o desejo de saber mais e praticar a modalidade.

No Rio de Janeiro, cidade que reúne grande quantidade de adeptos das manobras radicais, a prefeitura quer revitalizar os espaços destinados ao street e ao Skate Park. E, já no fim de semana, após obras de recuperação, devolveu aos cariocas as pistas da Lagoa, na Zona Sul.

Nesta terça-feira, em uma ação conjunta com as secretaria municipais de Conservação e Esportes, equipes farão vistoria nas pistas de skate no Méier, Maracanã, Ilha do Governador, Estácio e Quinta da Boa Vista, todas na Zona Norte.

As ações contam com a parceria de quem mais entende do assunto: os skatistas. De acordo com a prefeitura, foi a pedido deles que, depois de reformas estruturais, as pistas da Lagoa ganharam um produto especial, mais resiste, que auxilia na prática segura do esporte, que vem conquistando cada vez mais adeptos.

O professor de educação física, Henry Aideuxtain, fundador do Centro de Aprendizagem de Desenvolvimento do Surf, que também oferece aulas de skate, explica que, além do amor ao esporte, é importante manter a segurança e usar sempre o capacete.

O professor ressalta ainda os benefícios que a prática do skate traz à saúde, como o combate a obesidade e a redução da ansiedade e da depressão.

De acordo com a Confederação Brasileira de Skate, o país tem hoje mais de três milhões de skatistas fazendo manobras em rampas espalhadas em boa parte dos estados.

Esportes Rio de Janeiro 09/08/2021 – 18:12 Vitória Elizabeth / Beatriz Arcoverde Solimar Luz – Repórter da Rádio Nacional skate segunda-feira, 9 Agosto, 2021 – 18:12 2:37

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *