Governo diz que vacinação de crianças contra Covid deve começar em janeiro

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O Ministério da Saúde divulgou nota nesta segunda-feira (27) na qual afirma que a imunização de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19 deve começar em janeiro. No texto, a pasta ainda afirma ser favorável à vacinação desse público.

“No dia 5 de janeiro, após ouvir a sociedade, a pasta formalizará sua decisão e, mantida a recomendação, a imunização desta faixa etária deve iniciar ainda em janeiro”, diz o comunicado.
A previsão do ministério é que as doses cheguem a partir de 10 de janeiro.

A manifestação ocorre um dia depois de a secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo, afirmar em nota técnica enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal) que a vacina contra Covid-19 desenvolvida para crianças é segura, que o imunizante é uma ferramenta de proteção e que a vacinação vai atenuar interrupções de aulas na pandemia.

A posição contraria questionamentos sobre a segurança da vacina feitos pelo ministro Marcelo Queiroga e principalmente pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou o uso da vacina da Pfizer para imunizar crianças a partir de cinco anos contra a Covid-19 em 16 de dezembro. Com isso, a bula do produto no Brasil passará a indicar essa nova faixa etária.

Até então, o modelo da fabricante tinha o uso permitido no país apenas em pessoas com mais de 12 anos.

A decisão, no entanto, não foi bem recebida pelo governo. Na quinta (23), Queiroga afirmou que o ministério recomendaria a autorização da vacinação com o imunizante da Pfizer, desde que houvesse prescrição médica para a aplicação.

No mesmo dia, a pasta liberou um documento de consulta pública online para a população opinar sobre a vacinação infantil. A consulta ficará disponível no site oficial da pasta até 2 de janeiro, “para que sejam apresentadas contribuições, devidamente fundamentadas”.

Depois disso, conforme prazo estipulado pelo ministro da Saúde, o ministério terá mais três dias para decidir sobre a adesão de crianças desta faixa etária no PNI (Programa Nacional de Imunização).

No STF, há uma ação movida pelo PT que cobra do governo um cronograma de imunização de crianças. O relator Ricardo Lewandowski determinou que o governo apresente o plano de vacinação para a faixa etária no dia 5 de janeiro.

Lewandowski também determinou que o governo Bolsonaro explique a decisão de recomendar a imunização de crianças mediante prescrição médica.

Outro crítico da medida é o próprio Bolsonaro. Nas últimas semanas, ele tem lançado suspeitas quanto à segurança do imunizante. Nesta segunda, o chefe do Executivo.

De acordo com dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), desde o começo da pandemia até 6 de dezembro deste ano, foram registradas 301 mortes de crianças entre 5 e 11 anos por Covid.

Em 2020, 2.978 crianças tiveram síndrome respiratória aguda grave em decorrência do coronavírus –156 delas morreram. Neste ano, foram registrados 3.185 casos nessa faixa etária, com 145 mortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *