Governo do Acre planeja ações de combate a crimes ambientais em 2022

O primeiro encontro dos representantes das instituições que atuam no Comando e Controle do Acre, em 2022, foi realizado na manhã desta sexta-feira, 7, no Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi). Na reunião de alinhamento ficou definido que cada instituição que atua na fiscalização e combate aos crimes ambientais deverá apresentar até o próximo dia 10 de janeiro um planejamento das ações para este ano.

O primeiro encontro dos representantes das instituições que atuam no Comando e Controle do Acre em 2022 foi realizado na manhã desta sexta-feira. Foto Semapi

O governo do Acre, desde 2019, tem atuado de forma integrada nas missões de Comando e Controle com o uso de tecnologias e estratégias traçadas para combater os crimes ambientais, principalmente as invasões de terras públicas, o desmatamento ilegal e as queimadas ilegais.

Participaram dessa primeira reunião representantes da Semapi, da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), da Secretaria de Comunicação (Secom), do Instituto de Meio Ambiente (Imac), além das instituições da Política Militar (PMAC), o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) e Corpo de Bombeiros (CBMAC).

Para a diretora executiva da Semapi, Vera Reis, as missões integradas têm acontecido sem interrupção e essa estratégia fortalece a atuação do Comando e Controle. “Estamos enfrentando em toda a Amazônia Legal brasileira o aumento do desmatamento e das queimadas e essa atuação integrada nos possibilita traçar ações nos pontos mais críticos”, explica.

A próxima reunião acontece na Seplag, onde serão apresentados os planejamentos individualizados para alinhamento das ações e definição das missões em 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *