Homem que estuprou ex-companheira é condenado a 17 anos de prisão no AC

Um homem, que não teve a identidade revelada, foi condenado a 17 anos de prisão pela Vara Criminal da Comarca de Capixaba, interior do Acre, por estuprar a ex-namorada e submetê-la a violência física e psicológica. Ele ainda deve indenizar a vítima em R$ 10 mil por danos morais.

caso ocorreu em setembro de 2020. Na época, de acordo com polícia, o caso foi descoberto após a vítima procurar atendimento em uma unidade de saúde da cidade.

Conforme informações da justiça, em depoimento, tanto o agressor quanto a vítima explicaram que a causa da briga foi por ela ter passado o dia com o celular desligado. O processo corre em segredo de justiça.

Acionados, os policiais relataram que a vítima estava bastante machucada e com um hematoma grave no olho esquerdo. Em estado de choque, a jovem relatou todas as agressões do ex-companheiro, que mora em Rio Branco. As agressões, segundo a vítima, se estenderam durante toda a noite e parte da manhã.

O homem, inclusive, teria tentado estrangular a vítima enquanto dizia: “tu é tão ruim que não presta nem para morrer”. Ele foi preso um dia após o crime no bairro Sobral, em Rio Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *