Incêndio Ninho do Urubu: STJ deve decidir valor de pensão do Flamengo

A Defensoria Pública e o Ministério Público do Rio de Janeiro vão recorrer ao Superior Tribunal de Justiça, contra a decisão que reduziu os valores pagos aos familiares de vítimas do incêndio no centro de treinamento do Clube de Regatas Flamengo, em fevereiro de 2019.   

Nesta semana, o Tribunal de Justiça do Estado julgou os embargos feitos pela Defensoria e pelo Flamengo, mantendo a decisão de dezembro de 2020, que reduziu de R$ 10 mil para R$ 5 mil o valor da pensão mensal paga às famílias dos sobreviventes da Tragédia no Ninho do Urubu, que ainda não fecharam acordos com o clube.

Há dois anos e meio, o incêndio nos containers que abrigavam os jovens do time de base rubro-negro deixou dez mortos e três feridos. E, até o momento, oito famílias e um pai aceitaram a proposta do Flamengo em relação às indenizações.

Desde a tragédia, a Defensoria vem atuando nos pedidos de reparação às famílias das vítimas, defendendo a manutenção do valor estipulado na primeira instância. A instituição considera que o restabelecimento da decisão do juízo de primeiro grau é a mais justa enquanto perdurarem as negociações.

O Clube de Regatas Flamengo foi procurado sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria não houve resposta.

Esportes Rio de Janeiro 27/08/2021 – 20:32 Roberto Marques Piza / Guilherme Strozi Fabiana Sampaio – Repórter da Rádio Nacional Flamengo Ninho do Urubu incêndio sexta-feira, 27 Agosto, 2021 – 20:32 1:22

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *