Integrante da delegação argentina está contaminado com covid-19

Dois dias depois de todas as discussões a respeito do cancelamento do jogo entre Brasil e Argentina, um membro da delegação da seleção argentina de futebol teve o resultado positivo no teste PCR para detectar a covid-19.

À noite, a AFA informou sobre o resultado. Além dele, outro membro da delegação que, segundo a entidade, teve contato próximo está em isolamento.

Todos os testes dos jogadores, que realizaram um churrasco nesta segunda-feira (7), deram resultado negativo.https://player.r7.com/video/i/61356af919d2242c73000b39

No domingo (5), toda a delegação argentina teve de retornar do Brasil, após agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) entrarem em campo no início do jogo entre Brasil e Argentina, exigindo que os atletas Emiliano Martínez e Emiliano Buendia, ambos do Aston Villa, e Giovani Lo Celso e Cristian Romero, do Tottenham, ficassem em isolamento.

Eles faziam parte da delegação. A Anvisa descobriu que os quatro descumpriram a regra para entrada de viajantes em solo brasileiro, por não terem passado por quarentena dentro dos protocolos de controle da covid-19.

Foram dados depoimentos falsos para a entrada deles no país, já que na declaração, segundo a Anvisa, foi informado que eles não tinham passado por nenhum dos 4 países com restrições nos últimos 14 dias.

Eles, no entanto, estavam no Reino Unido, um dos países incluídos na lista, pelo menos até uma semana antes da entrada no Brasil. Os outros países com restrições para entrada sem quarentena no Brasil são África do Sul, Irlanda do Norte e Índia.

Inconformados com a decisão das autoridades brasileiras, alegando que deveriam ter sido informados antes e que houve a permissão para a participação no jogo, todos os jogadores argentinos deixaram o campo, sem aceitar excluir os quatro colegas da partida em função das questões sanitárias.

R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *