Metrô de Washington retira 60% dos trens de circulação por problema de segurança

Alvo frequente de críticas, a rede de metrô de Washington retirou de circulação mais da metade dos seus trens na manhã desta segunda-feira, após um descarrilamento ocorrido na semana passada.(Arquivo) Vagão do metrô de Washington© Daniel SLIM (Arquivo) Vagão do metrô de Washington

“Pedimos desculpas pelas esperas mais longas do que o previsto”, tuitou a Autoridade de Trânsito da Área Metropolitana de Washington (WMAT), que tomou a decisão após ser pressionada pelo departamento americano responsável pela segurança nos transportes (NTSB).

O remédio será amargo para centenas de milhares de usuários do metrô de Washington, que atende à capital do país e a seu subúrbio e que passa pelos estados da Virgínia e de Maryland.Publicidadex

O descarrilamento de um vagão não deixou feridos, mas levou à abertura de uma investigação oficial, que identificou uma falha de projeto nos eixos, a qual poderia causar novos acidentes.

As inspeções identificaram 39 exemplos desse defeito neste ano, embora os vagões de trens em questão, fabricados pela sociedade japonesa Kawasaki, sejam os mais novos da rede. Um total de 748 vagões tiveram que parar temporariamente, enquanto se aguarda o resultado de novas avaliações de especialistas.

Criticado por seus atrasos e problemas de funcionamento, o metrô de Washington é frequentemente citado como um exemplo emblemático de falta de investimento no setor de infraestrutura dos Estados Unidos. Esse é um dos cavalos de batalha do presidente Joe Biden, que até agora não conseguiu aprovar seu projeto de lei sobre infraestrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *