Michelle e Emerson declaram voto sim pela denúncia que pode cassar Bocalom

Os vereadores Emerson Jarude (MDB) e Michelle Melo (PDT) usaram as redes sociais nesta terça-feira, 31, para anunciar o voto favorável à abertura da admissibilidade da denúncia que pode levar ao impeachment do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas).

Nesta terça, os vereadores decidirão sobre a admissibilidade da denúncia. Se a maioria simples decidir por acatá-la, então é aberto o processo de impeachment.

Aprovado admissibilidade da denúncia, a Câmara formará uma comissão especial que será responsável pela investigação da denúncia. Cabe a eles julgar se a denúncia se confirma, ou seja, se houve crime de responsabilidade. Serão sorteados três vereadores para a Comissão, caso o pedido venha a ser aprovado.

“Meu voto é “SIM” para a abertura da Comissão Processante contra o Bocalom. Um secretário de saúde acusado de assédio não pode, em hipótese alguma, ser acobertado pelo prefeito. A demissão da Corregedora responsável pelo processo administrativo disciplinar merece investigação”, escreveu Emerson Jarude.

“Desde o início das denúncias de assédio sexual falo que a conduta correta seria o afastamento temporário do secretário. Usaram a prefeitura para proteger o “coleguinha” de denúncia de crime previsto no código penal brasileiro em detrimento das mulheres envolvidas! Eu voto sim”, salientou Michelle Melo.
Antes da votação, Michelle e Emerson declaram voto sim pela denúncia que pode levar ao impeachment do prefeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *