Pai de Angélica tem alta hospitalar e ela agradece apoio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A apresentadora Angélica, 47, informou nesta quinta-feira (4) que o pai, Francisco Ksyvicks, 82, conhecido como Chico, recebeu alta do hospital em que estava internado após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral) no dia 9 de outubro.

“Eu sei que muita gente no Brasil inteiro rezou muito por ele, orou muito por ele”, disse, nas redes sociais.

Angélica afirmou que a partir de agora o pai viverá uma fase diferente, com dificuldades e muitos cuidados. “Mas com muitas vitórias também”, ressaltou. “Estou muito grata por todo carinho, por todo amor, pelo pensamento positivo de todos”.

Segundo a apresentadora, Chico teve um AVC isquêmico e recebe o apoio da família para a fase de adaptação que começou após a alta hospitalar.

Além dos fãs, Angélica agradeceu também as equipes de fisioterapia e fonoaudiologia que atenderam o pai dela no CopaStar, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. “Foram incansáveis, carinhosos, apoiando muito o tratamento”. Ela agradeceu também aos enfermeiros e médicos do hospital.

A apresentadora falou sobre os desafios que aparecem na vida de todos e disse que o apoio é importante nesses momentos.

“Nunca percam a fé”, acrescentou. “A fé ajuda muito nessas horas, ela move montanhas”.

Segundo Angélica, a evolução do pai durante a internação hospitalar foi inacreditável até para os médicos.

No Domingão com Huck do dia 10 de outubro, o apresentador Luciano Huck, marido de Angélica, mandou um recado ao público sobre o momento delicado da internação.

“Quero aproveitar e mandar um beijo muito especial para o seu Chico, pai da Angélica, ele teve um problema sério de saúde ontem, mas vai dar tudo certo, se Deus quiser. Seu Francisco, estou aqui rezando muito pelo senhor. Seu Chico, estamos juntos”, disse.

Em setembro, Angélica contou que estava aliviada por romper o vínculo empregatício exclusivo que tinha com a Globo havia 24 anos. Mesmo que por contrato a emissora mantenha prioridade sobre a agenda da apresentadora, ela disse que vive uma sensação de liberdade que nunca tinha experimentado e também que agora pode exercer seu lado criativo sem amarras.

“Trabalho desde os 4 anos e acabei passando muito tempo presa a ideias que as pessoas cultivavam de mim”, explicou em entrevista à revista Veja Rio. “Em 2015, quando eu e minha família sofremos um acidente de avião, senti que ganhei uma nova chance para viver. Três anos depois, iniciei um período sabático em que comecei a cuidar de mim de dentro para fora”, contou.

Em 2015, Angélica, Luciano Huck, os três filhos do casal e duas babás estavam em um avião particular que precisou fazer um pouso de emergência em uma fazenda no Mato Grosso do Sul após apresentar problema em um dos motores. Os passageiros, além do piloto Osmar Frattini, sofreram ferimentos leves.

“Quando aconteceu o acidente aéreo, não tive nada. Depois de um ano, quando estava andando na rua, em Nova York, travei de pânico. Liguei para o meu médico, ele receitou um remédio. Para entrar no avião, tive que tomar. E foi horrível. Não conseguia andar, não conseguia falar. Quando cheguei, falei: ‘Vou procurar uma alternativa’. Comecei a meditar. E o pânico foi embora”, revelou em entrevista ao jornal O Globo em setembro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *