Setor de Nefrologia da Fundhacre receberá obras de revitalização

Reformas e reestruturações no setor da Nefrologia beneficiarão inúmeros pacientes renais crônicos. O serviço está situado no complexo da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco.

O setor da Nefrologia não passa por mudanças físicas há mais de 10 anos. Porém, em meados de 2021, houve uma força tarefa para que a unidade fizesse parte dos espaços que receberão adequações para melhorar a mobilidade de usuários e servidores. A revitalização do espaço será iniciada em março.

A unidade é responsável por ofertar o serviço de hemodiálise, um procedimento que funciona por meio de uma máquina que filtra e limpa o sangue. Isso auxilia no trabalho do rim, órgão que, por algum comprometimento, não atua mais apropriadamente.

Entrada da Nefrologia. Foto: Danna Anute.

Por isso, durante as obras o serviço não será interrompido. As salas de diálise funcionarão no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into-Acre), para não prejudicar a população.

Entre os atendimentos que ocorrem num hospital de grande porte, o setor da Nefrologia atende pacientes com necessidades específicas, e que precisam de um cuidado peculiar.

Cadeiras para a Nefrologia visam maior comodidade no atendimento aos pacientes. Foto: Taís Nascimento/Sesacre

De acordo com o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva, “os pacientes renais crônicos precisam de doses diárias de vida, ou seja, fazer hemodiálise, para dar seguimento ao tratamento e melhora clínica e estamos atentos aos pedidos das pessoas que utilizam o serviço do SUS”.

João Paulo também destacou a busca de aprimoramento e especialização contínua no tratamento da hemodiálise, sobretudo na área de assistência e segurança dos pacientes e dos profissionais de saúde.

Distribuição de medicamentos. Foto: Danna Anute

Lorena Seguel, gerente da Nefrologia, destacou: “já estamos com um planejamento logístico para a transferência dos pacientes, bem como insumos e demais materiais que são necessários para o andamento do serviço”.  Concluiu enfatizando os benefícios que a reforma trará, possibilitando um espaço mais aconchegante, conforto e segurança para mais de 200 usuários.

Na gestão do governador Gladson Cameli, a Nefrologia já recebeu 70 cadeiras para o setor, além da otimização do fluxo de distribuição dos medicamentos aos pacientes renais crônicos que realizam o tratamento de hemodiálise. Isso é assistência, e é um diferencial na administração do atual governo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *